Fachadas berrantes e 
tons críticos

Street Art
Street Art dpa/Wolfram Steinberg
Artistas de rua e cantores de hip-hop dizem suas opiniões com humor e seriedade.

Não importa que metrópole alemã você visite, em todas vai encontrar grafitagem nas paredes das casas ou em estações do metrô, postes de iluminação revestidos de tricô, latões de lixo decorados com os olhos do Come Come, paredões contra ruídos pintados com spray. Os artistas de rua transformam o espaço público em área de exposição. Claro que não é permitido pichar uma parede sem permissão, mas atualmente as próprias prefeituras estão contratando artistas de rua para melhorar seu visual. Legais ou ilegais, as ideias dos artistas de rua são peculiares e espontâneas. E muitas vezes eles criticam em suas obras as irregularidades ou dizem aquilo que os incomoda.

Críticas sociais são também tema no cenário musical. A maioria dos astros do hip-hop ou rap têm pouco a ver com os exemplos americanos. Seja Cro, Die Fantastischen Vier, Fettes Brot ou os lendários Söhne Mannheims em torno de Xavier Naidoo, o rap da Alemanha tem piada, muita sensibilidade no uso da língua e muitas vezes dissemina bom humor. Muitos rappers – também aqueles com origem migratória – usam o alemão nas suas letras. As músicas com letra em alemão são cada vez mais apreciadas pelo público jovem. Em junho de 2015, pela primeira vez na história das paradas de sucesso na Alemanha os dez primeiros lugares da lista foram ocupados por astros nacionais.

Related content