Skip to main content
Sociedade

Integração bem-sucedida

O governo federal oferece fomento específico para ajudar os refugiados e imigrantes a encontrarem seu caminho na sociedade e no mercado de trabalho.
Erfolgreiche Integration
dpa

A política de integração é um setor político central na Alemanha e é vista como uma tarefa de toda a sociedade. A integração é uma oferta, mas também um compromisso com o esforço próprio. Ela só pode obter êxito como um processo mútuo. De acordo com a lei de residência, os estrangeiros e as estrangeiras que vivem legal e permanentemente em território alemão têm o direito a ajudas de integração do governo federal. Tais ajudas visam o aprendizado da língua, a integração na formação profissional, no trabalho e na educação, bem como a integração social. A meta é incluir as pessoas e possibilitar a sua participação na sociedade. Como medida principal é oferecido o curso de integração, formado por um curso de língua e um curso de orientação.

Mais de 33% dos adultos estrangeiros de 20 a 34 anos de idade não possuem diploma profissional. Uma importante meta do governo federal é aumentar sua participação na formação profissional. Com a reforma da lei da cidadania em 2014, foi introduzida a dupla cidadania. Para filhos de pais estrangeiros, nascidos depois de 1990 e criados na Alemanha, foi anulada a “obrigação de opção”: antes, tinham de decidir-se por uma nacionalidade antes de completar os 23 anos de idade.

Segurança financeira durante formação profissional ou estudos

Os imigrantes que pretendem permanecer na Alemanha por um longo período de tempo, devem iniciar uma formação profissional ou poder ingressar rapidamente no mercado de trabalho. É por isso que o governo federal elaborou a Lei de Fomento da Ocupação de Estrangeiros em 2019. Aqueles que têm boas perspectivas de permanecer na Alemanha podem agora começar a trabalhar mais rapidamente. A lei também melhora a oferta de cursos de idioma e outras oportunidades de integração.

Em 2019, o governo federal também mudou a regulamentação sobre os benefícios concedidos aos requerentes de asilo. Os ajustes destinam-se a evitar que os refugiados tenham de interromper sua formação profissional ou estudos por razões financeiras.

Apoio especial às mulheres

O governo federal também deseja integrar melhor na vida profissional as mulheres com antecedentes de migração. Para este fim, entre outras coisas, as agências de emprego estão sendo especificamente treinadas para que possam responder melhor às necessidades especiais das mulheres com histórico de migração.

O voluntariado também desempenha um papel importante na integração – tanto através de numerosos voluntários que oferecem cursos e ajuda diária para refugiados ou migrantes, como através de imigrantes que assumem eles mesmos o trabalho voluntário. A execução dos trabalhos voluntários também é fomentada no âmbito da reformada Lei dos Benefícios para Requerentes de Asilo.