Skip to main content
Paisagem cultural alemã

Guias e influências marcantes

A reputação da Alemanha como uma grande nação cultural europeia se baseia em nomes conhecidos e formatos de importância internacional.
Berlinale
© Getty Images

A reputação da Alemanha como uma nação cultural importante baseia-se nos grandes nomes do passado, como Goethe, Schiller e Thomas Mann na literatura e Bach, Beethoven e Brahms na música. Em 2020, a Alemanha comemorou com o “Ano de Beethoven”, o 250º aniversário de nascimento do compositor.

Em 2019, a Alemanha homenageou a fundação do movimento Bauhaus há 100 anos. Já nos anos de 1920, a Bauhaus conseguiu desenvolver uma linguagem marcante e criadora de estilo, que continua a ter impacto em todo o mundo até os dias atuais. Também as posições artísticas da atualidade estão ocupadas por artistas bem conhecidos em todos os gêneros da arte – principalmente na pintura, com artistas como Gerhard Richter, Georg Baselitz, Anselm Kiefer e Rosemarie Trockel, e na fotografia, com Andreas Gursky, Wolfgang Tillmanns e Candida Höfer.

Eventos internacionais

Entre os eventos culturais mais importantes na Alemanha estão o festival de cinema Berlinale, a Feira Internacional do Livro de Frankfurt, o Festival de Bayreuth, o Encontro Teatral de Berlim, o festival Rock am Ring e a Trienal do Ruhr.

Na Alemanha existem 46 monumentos sob a proteção da Unesco – na Europa, somente a Itália tem mais sítios do Patrimônio Mundial. O Fórum Humboldt, que está sendo construído em Berlim, vai se tornar um novo centro cultural. Ele será caracterizado por sua abertura ao mundo e permitirá um internacional intercâmbio de conhecimentos e um diálogo entre culturas. No espírito dos irmãos Alexander e Wilhelm von Humboldt, dois importantes pesquisadores e pensadores do Iluminismo, o Fórum Humboldt destacará as interdependências globais. Para este fim, o recém concebido local de exposições combina o acervo de vários museus e também integra a Universidade Humboldt de Berlim. O Fórum está sendo construído num local historicamente significativo, no reconstruído Castelo Urbano de Berlim. O arquiteto italiano Franco Stella projetou o novo edifício. O projeto foi discutido de forma controversa na Alemanha, em relação tanto a seu conteúdo e design, quanto aos custos.