Skip to main content
Parceira comercial global

A indústria na Alemanha

O forte setor industrial está no caminho certo para se tornar a Indústria 4.0.
Industrie 4.0 Roboter
© stock.adobe.com/Alexander Limbach

A indústria na Alemanha é especializada no desenvolvimento e produção de bens industriais complexos principalmente em bens de investimento e tecnologias inovadoras de produção. Em comparação com outras economias nacionais, a indústria tem um peso claramente maior na Alemanha. 7,5 milhões de pessoas trabalham na indústria e no setor manufatureiro.

O motor da potência econômica alemã é a capacidade inovadora da economia. Aqui se veem os resultados positivos da intensificação de esforços na área de P&D desde 2007. Tanto a economia como o setor público contribuíram para isso. A estratégia de tecnologia de ponta do governo federal trouxe impulsos ­decisivos. Em 2018 a ­Alemanha gastou, no total, 105 bilhões de euros em P&D, o correspondente a 3,13 % do Produto Interno Bruto (PIB), estando assim claramente acima da média de 2,4 % da OCDE.

Campeã europeia em invenções

A Alemanha também é considerada campeã da Europa em invenções. Em 2019, as empresas alemãs encaminharam 27 mil pedidos de registro de patentes ao Instituto Europeu de Patentes em Munique. No mesmo ano foram registradas 67.437 patentes no Instituto Alemão de Marcas e Patentes (DPMA em alemão). As mais ativas foram a fabricante de peças automotivas Bosch, com 4.202 registros, e as empresas do Grupo Schaeffler (2.385), do mesmo ramo. Ao todo, vigoravam exatamente 131.999 patentes alemãs em 2019.

O polo industrial alemão é fortemente caracterizado pelas empresas de prestação de serviços. Mais de 80% das empresas alemãs fazem parte desse setor. Três quartos dos postos de trabalho estão localizados na área de serviços, que responde por 70% do PIB. Do total de 30 milhões de empregados, 12 milhões trabalham em empresas públicas e privadas de prestação de serviços, cerca de 10 milhões nos setores de comércio, gastronomia e transportes e mais de 5 milhões na prestação de serviços a empresas. Entretanto, é de se esperar um declínio no número de funcionários nos setores de comércio e gastronomia, em particular devido à pandemia do coronavírus.

Transformação digital

A economia está passando agora pela quarta revolução industrial, uma ruptura no sistema. Impulsionados pela internet, o mundo real e a realidade virtual estão se fundindo numa “internet das coisas”. A meta do governo federal é apoiar a economia e a ciência na implementação da Indústria 4.0, transformando a Alemanha em fornecedor líder de tecnologias e futuro polo produtor. Este desafio tornou-se ainda maior em vista das consequências econômicas da pandemia do coronavírus.