Skip to main content
Parceira comercial global

Alemanha, país da exportação

Os países parceiros da União Europeia são o mercado principal, mas a importância dos países asiáticos está aumentando.
Bremenports
©momentkonserve-Bremen

A Alemanha é importante parceira comercial em todo o mundo. Na pauta das exportações dominam os automóveis e autopeças, máquinas, equipamentos de processamento de dados e produtos eletrônicos, bem como produtos químicos. A esses quatro grupos de produtos corresponde a metade da exportação alemã. A cota de exportação praticamente dobrou desde 1991, passando de 23,7 % para 46,9 %. A cota de comércio exterior, soma de importação e exportação em relação ao Produto Interno Bruto (PIB), foi de 88,0 % em 2019. A Alemanha é assim a mais aberta economia de mercado dos países do G-7.

Diferenças entre a importação e a exportação

Os parceiros da União Europeia (UE) são para a Alemanha o mercado mais importante, seguidos pelos Estados Unidos e a República Popular da China. Nas importações, a situação é inversa: os maiores volumes de importações em 2019 vieram da China, dos Países Baixos e dos EUA. As relações econômicas e comerciais com os países asiáticos ganham continuamente em importância. Somente na China, operam 5.200 empresas alemãs com estruturas de distribuição e instalações de produção próprias, para as quais trabalham cerca de 1,1 milhão de pessoas.

Alto investimento direto no exterior

Uma prova da forte inserção na economia global continuam sendo os investimentos diretos da Alemanha no exterior, que sextuplicaram desde 1990 chegando a bem mais de um trilhão de euros (2018). Quase a metade disso foi investida na Europa. Por outro lado, cerca de 26.000 empresas estrangeiras ocupam mais de 3,7 milhões de empregados e empregadas na Alemanha. O volume dos investimentos estrangeiros ­diretos é de 540 bilhões de euros.

Importante centro logístico

Grande parte do fluxo de mercadorias da Europa e do mundo ocorre na Alemanha. Por nenhum outro país da UE são transportadas tantas mercadorias. Cerca de um terço do faturamento dos dez mais importantes mercados de logística da UE é gerado na Alemanha. 3 milhões de pessoas trabalham no setor de logística. Uma porta para o mundo é o porto de Hamburgo, no qual cerca de 9 milhões de contêi­neres padrão são trasladados ­todos os anos.