Skip to main content

Desafios esportivos

A Alemanha tem sucesso no esporte de competição, mas o esporte de massa também desempenha um papel importante no país.
Integration im Sport
© stock.adobe.com

A Alemanha é um país amante do esporte e uma nação esportiva de sucesso. No ranking de medalhas dos Jogos Olímpicos, a Alemanha está em segundo lugar com 1.757 medalhas (dado de 2020), atrás dos EUA. Mais de 27 milhões de pessoas na Alemanha são membros de um dos quase 90 mil clubes esportivos. Além de suas tarefas esportivas, os clubes assumem importantes funções sociais e participativas. Especialmente no trabalho e integração dos jovens, eles transmitem valores como o fairplay, espírito de equipe e tolerância. Com a crescente internacionalização da população, os serviços dos clubes esportivos estão se tornando cada vez mais importantes no que diz respeito à integração de migrantes. Cerca de 60.700 clubes têm membros com histórico de migração em suas equipes. No total, calcula-se que cerca de 1,7 milhão de pessoas com histórico de migração são membros de um clube esportivo. Mesmo assim, a participação desse grupo no esporte organizado ainda é muito pequena.

O programa "Integração pelo Esporte", que o Ministério Federal do Interior, da Construção e da Pátria promove junto com a Confederação Alemã de Esportes Olímpicos (DOSB) e o Departamento Federal de Migração e Refugiados, vê a imigração Imigração A Alemanha já era, no século XIX, um país-alvo para um grande número de migrantes e tornou-se, desde a segunda metade do século XX, o país da Europa com o maior número de imigrantes. Em 1950, a porcentagem de estrangeiros no total da população da República Federal da Alemanha era de um por cento,… Mais informações › como um enriquecimento para a paisagem esportiva alemã. Um dos focos principais do programa recai sobre grupos pouco representados no esporte, como meninas e mulheres.

Trabalho voluntário com refugiados

Juntamente com a Fundação Bundesliga e a Federação Alemã de Futebol (DFB), o governo federal Governo federal O chanceler federal e os ministros compõem o governo federal ou gabinete. O chanceler baseia-se na prerrogativa de estabelecer as diretrizes da política do governo. Paralelamente, os ministros dirigem, no âmbito dessas diretrizes, a respectiva área de trabalho de maneira autônoma e sob… Mais informações › lançou outra iniciativa de integração. Projetos para a integração de refugiados no esporte estão sendo apoiados. O projeto “1 x 0 für ein Willkommen” (1 x 0 para um Bem-Vindo) apoiado pela seleção alemã de futebol e sua continuação, “2 x 0 für ein Willkommen” (2 x 0 para um Bem-Vindo) forneceram apoio financeiro para mais de 3.700 clubes em seu trabalho voluntário com refugiados desde 2015.

A DOSB é uma organização nacional do esporte alemão e se vê como o maior movimento cívico da Alemanha. Ela fomenta tanto o esporte de competição como o de massa. Mais de 20 mil dos quase 90 mil clubes esportivos que ela representa foram fundados depois da reunificação da Alemanha em 1990. A Federação Alemã de Futebol, fundada em 1900, é também uma das 100 organizações associadas da DOSB. Com cerca de 7,2 milhões de membros em quase 24.500 clubes de futebol, a DFB atingiu atualmente o mais alto nível em sua história e é a maior federação esportiva nacional do mundo. Entretanto, é de se esperar que a pandemia do coronavírus cause dificuldades existenciais para alguns clubes e que os números diminuam como resultado da crise.

O triatlo é um dos esportes com maior crescimento no número de membros. Entre 2001 e 2015, o número de associados nos clubes aumentou em mais do dobro. Em 2020, cerca de 60.600 homens e mulheres estavam ativos no triatlo. Em 2015, um triatleta, Jan Frodeno, foi eleito pela primeira vez como atleta do ano. Frodeno havia vencido anteriormente a competição Ironman Hawaii – também como o primeiro alemão.

Futebol em foco

A maior atratividade do esporte alemão está na Bundesliga, a mais alta divisão do futebol alemão. É considerada uma das ligas mais fortes a nível internacional. Entretanto, a temporada 2020/2021 foi ofuscada pela pandemia do coronavírus e teve de ser realizada em grande parte sem espectadores. No futebol de clubes alemães é marcante a dominância do FC Bayern de Munique. Em 2020, o clube comemorou a conquista do seu 30º campeonato alemão; o FC Bayern também venceu a Copa da DFB pela 20ª vez, e também a Liga dos Campeões da UEFA em 2001, 2013 e 2020. Com 291 mil sócios, é o clube com o maior número de associados em todo o mundo.

A seleção alemã de futebol masculino, quatro vezes campeã mundial e três vezes campeã europeia, é o carro-chefe do futebol alemão. A equipe do técnico Joachim Löw é considerada taticamente flexível e apresenta uma concepção moderna de jogo. Do plantel da seleção nacional fazem parte numerosos jogadores com histórico de migração, como Antonio Rüdiger e Leroy Sané.

Reconhecimento esportivo e sucesso em diversas disciplinas

Além do futebol, a ginástica, o tênis, o tiro ao alvo, o atletismo, o handebol e a equitação são esportes altamente populares. Mas outros eventos esportivos também são bem-sucedidos. Um exemplo é o J. P. Morgan Corporate Challenge, em Frankfurt do Meno. Com mais de 63 mil participantes de mais de 2.282 empresas, a corrida corporativa e beneficente é considerada o maior evento do seu tipo no mundo.

O balanço do esporte é positivo em muitos aspectos. A Fundação Alemã de Ajuda ao Esporte também merece reconhecimento por isso. Ela apoia cerca de 4 mil atletas de quase todas as disciplinas olímpicas, esportes tradicionais não olímpicos e esportes para deficientes e para surdos. O fomento de atletas com deficiência também é uma das suas tarefas importantes. E também aqui os atletas da Alemanha têm tido sucesso acima da média em competições internacionais e Jogos Paraolímpicos, tendo ganhado 1.871 medalhas (2018).

Esporte como meio de compreensão internacional

O Fomento Internacional do Esporte do Ministério das Relações Externas é parte integrante da política cultural e educacional externa e já implementou mais de 1.400 projetos de curto e longo prazo em mais de 100 países em diversas disciplinas esportivas. Um exemplo é o projeto de longo prazo para fomentar o futebol feminino no Uruguai, que forma treinadoras e permite que meninas e mulheres participem mais plenamente do esporte, especialmente do futebol. Há alguns anos, um dos focos do fomento esportivo internacional do Ministério das Relações Externas tem sido o continente africano. Cerca de 70% do financiamento vai para lá. Na Namíbia, por exemplo, crianças e jovens foram iniciados no atletismo de maneira lúdica, através do projeto “Kids’ Athletics”.

Desta e de muitas outras maneiras, o esporte alemão atua também como meio de prevenção de crises e de compreensão internacional, como embaixador de maior lealdade, tolerância, integração, competição pacífica e desempenho para a melhor forma.