Skip to main content
Parceira comercial global

Engajamento por um comércio mundial livre e justo

Ao lado da liberalização do comércio multilateral, o foco está nos acordos de livre comércio da União Europeia.
Hamburg
© Shutterstock

A Alemanha empenha-se por mercados abertos e um comércio livre e justo, baseado em regras claras e confiáveis. A Alemanha procura atingir essas metas, entre outras coisas, com os três pilares da política de fomento do comércio exterior: as 227 representações alemãs no exterior, as 140 câmaras binacionais de comércio e indústria (AHK), delegações e representações da economia alemã em 92 países, bem como a empresa de fomento à economia exterior e de marketing do polo econômico, Germany ­Trade and Invest (GTAI). Elas apoiam as pequenas e médias empresas na conquista de ­novos mercados no exterior e atuam no sentido de melhorar as condições básicas.

A maior área econômica mundial

A Alemanha está fortemente engajada na elaboração das regras do comércio internacional. Ao lado da liberalização do comércio multilateral sob a égide da Organização Mundial do Comércio ( OMC OMC A Organização Mundial do Comércio (OMC), fundada em 1995, supervisiona o funcionamento dos acordos sobre o comércio internacional e serve de foro para negociações visando à liberalização desse comércio. A Alemanha está fortemente empenhada em melhorar a participação dos países em desenvolvimento no… Mais informações › ), a atenção principal está voltada para os acordos bilaterais de livre comércio (FTA) da União Europeia União Europeia Em 1957, a Alemanha foi um dos países fundadores da atual UE. Desde 2013, a UE é composta por 28 Estados. O euro é a moeda oficial em 19 países-membros. Em razão de sua extensão e desempenho econômico, a Alemanha contribui com 20 por cento para o orçamento da UE. Günther Oettinger (CDU), antigo… Mais informações › . Com cerca de uma dúzia de países parceiros, a UE já assinou modernos acordos de comércio; com outros países, ainda deverão ser assinados ou modernizados acordos já existentes. Um bom exemplo é o acordo da UE com o Japão, que entrou em vigor em fevereiro de 2019. O acordo criou o maior espaço econômico do mundo. O acordo econômico e comercial europeu-canadense Comprehensive Economic and Trade Agreement (CETA) já existe desde 2017. Está em vigor desde 2020 o acordo de livre comércio entre a UE e o Vietnã – é o primeiro acordo desta natureza entre a UE e um país em desenvolvimento. No futuro, planeja-se um acordo de livre comércio entre a UE e a ASEAN.